4 de outubro de 2022

Investindo Cosciente

Dicas, novidas e notícias do mundo do investimento!

“Guerra” entre protocolos DeFi faz token de exchange descentralizada disparar de preço; entenda

5 min read

Plataformas construídas a partir da exchange descentralizada (DEX) Curve Finance estão no meio de uma batalha por poder e lucro

O preço do token de governança da exchange descentralizada (DEX) Curve Finance (CRV) não para de subir. O motivo é uma batalha travada por protocolos DeFi (sigla em inglês para finanças descentralizadas), que têm gerado desequilíbrio entre a demanda e a oferta do ativo digital.

Dados da CoinDesk mostram que o CRV subiu 23% neste mês, batendo US$ 6,56 na segunda-feira (3). Nas últimas 24 horas, a alta foi de 12%. No último trimestre de 2021, o token valorizou 127% – o Bitcoin (BTC), líder de mercado, registrou alta de apenas 5% no mesmo período.

Nesta terça-feira (4), cerca de 86% do estoque de US$ 3 bilhões do token está preso em vários protocolos DeFi, de acordo com a CoinMarketCap. A queda na liquidez pode ser atribuída a uma “batalha” dos protocolos DeFi, que estão competindo para acumular CRV para influenciar a tomada de decisão na DEX e ganhar benefícios.

Na plataforma, algumas regras, como o valor das recompensas, por exemplo, são tomadas pelos donos de CRV. No geral, quanto mais tokens um usuário possui e mais tempo mantém os ativos na plataforma, mais poder de decisão tem.

“Uma quantidade cada vez maior de CRV está sendo bloqueada como veCRV (token de governança da plataforma), o que tem o efeito de contrabalancear as emissões”, disse Jason Choi, sócio chefe de pesquisa da Spartan Capital, por e-mail.

“Protocolos como o Convex Finance (plataforma que dá recompensas para provedores de liquidez de CRV) estão bloqueando quase 50% de todos os veCRV, enquanto outros protocolos estão acumulando CVX, o token do Convex. Em outras palavras, mais e mais protocolos estão sendo construídos a partir da Curve, e todo um ecossistema está emergindo, envolvido nas chamadas ‘Guerras da Curve’”.

A conquista de terras na “Guerra da Curve”

A Curve Finance é uma DEX administrada pela comunidade que facilita a negociação de stablecoins (criptomoedas pareadas em outros ativos, como ouro ou moedas fiduciárias). As decisões são tomadas em rede pelos detentores de CRV que ganham o direito de voto bloqueando seus tokens por quase quatro anos para convertê-los em veCRV.

Os veCRV são usados para votar no sistema de governança, aumentar recompensas, ganhar taxas de negociação e receber criptomoedas em airdrops (eventos em que novos projetos distribuem gratuitamente ativos digitais aos participantes). Quanto mais tempo o CRV estiver bloqueado, mais poder de voto os detentores têm.

“Um dos principais poderes dados aos portadores de veCRV é a capacidade de alterar os ‘gauge weights’ (pesos dos medidores, na tradução para o português), que determinam a quantidade de recompensas em CRV alocadas para cada pool (contrato inteligente no qual os usuários podem manter seus tokens para gerar liquidez) na Curve”, disse o portal de educação DeFi Education, em um post publicado em novembro.

Dessa maneira, uma entidade que pretende estabelecer controle sobre a Curve Finance precisa acumular CRV de forma consistente e convertê-lo em veCRV.

Assim, a plataforma Convex Finance e outros protocolos DeFi, como Yearn Finance e StakeDAO, estão atraindo donos de CRV, oferecendo retornos atrativos. Os protocolos então depositam o CRV recebido na Curve Finance e recolhem o veCRV, ganhando poder de voto para alocar mais recompensas em CRV para os pools para os quais eles forneceram liquidez. Isso é semelhante a uma apropriação de terras.

“As ‘Guerras da Curve’ se tornaram o tema do momento recentemente”, disseram analistas da Delphi Digital em nota divulgada na segunda-feira. “Simplificando, o AMM (nome de um protocolo formador de mercado automatizado em DeFi) das stablecoins da Curve recompensa seus provedores de liquidez com CRV, que pode ser 1) vendido para realizar o rendimento ou 2) convertido em veCRV (CRV garantido por voto) – uma votação semanal decide como as recompensas são alocadas entre as pools da Curve”, escreveram.

“Os principais projetos de stablecoin perceberam que essa alocação semanal de votos é crítica para manter alta a liquidez da Curve. (Perder esse voto significa que os rendimentos dos LPs, contratos específicos de liquidez do projeto, caem e o capital pode se mover para outro lugar.) Agora, uma chamada ‘guerra’ se seguiu, com vários protocolos abertamente subornando votos e recompensando os donos de veCRV com seus tokens nativos”, acrescentaram os analistas da Delphi.

A Convex Finance (CVX) é atualmente a maior proprietária da veCRV, detendo 47% do fornecimento total. O protocolo estava oferecendo um rendimento percentual anual de 48% em CRV mantido na plataforma no momento da publicação deste texto – porcentagem quase 10 vezes maior do que o oferecido por vários pools em toda a multibilionária indústria de DeFi.

“Isso dá a eles [Convex] o maior poder de governança para decidir onde os incentivos CRV devem ser distribuídos”, observou a Delphi Digital. Os donos de CRV que mantêm suas moedas na Convex Finance recebem tokens cvxCRV como recibo de depósito. Essas moedas são livremente negociáveis, ao contrário do veCRV, que não é transferível. Os titulares de cvxCRV recebem uma parte das taxas de negociação da Curve e têm suas recompensas em CRV aumentadas. Além disso, também ganham o token de governança CVX da Convex.

A Convex Finance é construída na Curve e permite que os provedores de liquidez da DEX e aqueles que mantêm CRV na plataforma ganhem rendimentos adicionais sem ter que bloquear tokens de CRV por longos períodos. O protocolo ultrapassou US$ 20 bilhões em Valor Total Bloqueado (TVL, na sigla em inglês) no fim de semana, tornando-se o segundo maior protocolo DeFi. TVL se refere à soma dos ativos depositados em um protocolo de finanças decentralizadas. O projeto com maior TVL é a própria Curve, com US$ 24,3 bilhões bloqueados.

“[Há] uma dinâmica interessante com a Convex Finance em que muitos CRVs estão sendo bloqueados”, disse Henrik Anderson, cofundador e CIO da empresa australiana de investimentos em criptoativos Apollo Capital, ao CoinDesk durante um bate-papo no LinkedIn. “Estamos otimistas e somos grandes detentores de CRV desde o início. Fomos um dos maiores provedores de liquidez iniciais na Curve”.

Com a Convex dominando a corrida para acumular CRV, alguns protocolos recorreram à compra de CVX, o token de governança da Convex. “Em vez de comprar tokens CRV e mantê-los para que virem veCRV e deem direito a voto, os protocolos recorreram a subornar os titulares do vlCVX diretamente. “O vlCVX é o token da Convex que é bloqueado por 16 semanas e que pode aproveitar os poderes de governança veCRV subjacentes da Convex”, observou Delphi Digital.

O token CVX subiu 5% nas últimas 24 horas, e é negociado a US$ 50 no momento da redação deste texto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.