29 de setembro de 2022

Investindo Cosciente

Dicas, novidas e notícias do mundo do investimento!

SP começa a imunizar crianças e adolescentes com CoronaVac; veja calendário

3 min read

Imunização infantil vai ocorrer nos mais de 5 mil postos de saúde do estado, além de outras 300 escolas

Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar, nesta quinta-feira (20), o uso da vacina CoronaVac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, o estado de São Paulo aplicou a primeira dose do imunizante em uma criança.

O estudante Caetano Moreira, 9, recebeu a CoronaVac na Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na zona oeste da capital paulista. Outras 99 crianças também tomaram uma dose da vacina nesta quinta.

O governador João Doria (PSDB) também anunciou, em coletiva à imprensa, o calendário de vacinação deste público no estado. O cronograma estabelece que as crianças entre 9 a 11 anos e sem comorbidades serão vacinadas entre esta quinta (20) e o dia 30 de janeiro com a primeira dose. Crianças de 5 a 8 anos, também sem comorbidades, serão vacinadas entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro.

As crianças com 5 anos só poderão tomar o imunizante da Pfizer/BioNTech, que foi aprovado pela Anvisa em dezembro do ano passado. Os pequenos com comorbidades, deficiências, indígenas ou quilombolas e que tem entre 5 e 11 anos já estão sendo vacinados, procedimento que continuará em vigor até o dia 10 de fevereiro.

O cronograma completo de vacinação pode ser consultado no site. O estado de São Paulo tem cerca de 4,3 milhões de crianças com idade acima de 5 anos. Segundo Doria, a vacinação de crianças vai ocorrer nos mais de 5 mil postos de saúde do estado, além de outras 300 escolas.

São Paulo iniciou a vacinação de crianças na semana passada, utilizando o imunizante da Pfizer/BioNTech. A primeira criança a ser vacinada no país foi o menino Davi, um indígena xavante de 8 anos que mora em Piracicaba.

Estoque de doses
Com a aprovação da CoronaVac para uso em crianças acima dos 6 anos (exceção das com sistema imunológico enfraquecido), São Paulo vai poder adiantar o seu calendário, já que tem 15 milhões de doses desse imunizante armazenadas e disponíveis para uso.

Com essa quantidade de doses, São Paulo conseguirá imunizar todas as crianças acima dos 5 anos que vivem no estado e ainda repassar o restante das doses (o que daria cerca de 7 milhões de doses) para o Ministério da Saúde, caso o órgão deseje utilizá-las na campanha de vacinação no restante do país.

Caso o ministério não queira adquirir essas doses, elas poderão ser repassadas para os governos estaduais que desejarem adquiri-las. De acordo com Doria, as crianças de São Paulo serão vacinadas no prazo de três semanas.

A vacina CoronaVac que será aplicada nas crianças é a mesma que foi utilizada em adultos. São duas doses, com intervalo de 28 dias entre elas. Já a da Pfizer/BioNTech tem uma dosagem menor para essa faixa etária, foi aprovada para crianças acima dos 5 anos e é aplicada no prazo de oito semanas.

Doria informou que a vacinação para crianças é fundamental já que o estado observou um aumento de 61% nas internações em estado grave de menores de 18 anos nos últimos dois meses.

Segundo o governo paulista, no dia 15 de novembro de 2021, existiam 106 pacientes menores de 18 anos internados em estado grave no estado de São Paulo por causa da Covid-19. Já na última segunda-feira (17), esse número subiu para 171 internações em unidades de terapia intensiva (UTI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.